Cherém Show – Todo dia um 7X1

Quem acompanha o Cherém Show diariamente na Y&R reconhece o seu irresistível bordão a quilômetros de distância “Caraio, mano… Todo dia um 7X1” já é referência no humor nacional na mais bela tradição da Praça é Nossa ou do saudoso Zorra Total. É diversão garantida para toda família. Qual será a próxima que o Cherém vai aprontar, hein? Estamos de olho!

skecthbook-2016-cherem-diburros-braga

FRANKENSTEIN Jr.

Quem não conhece o Frankenstein Jr.? Provavelmente muita gente. Eu mesmo não me lembro quando foi a última vez que assisti a esse desenho, mas faz tempo e deve ter sido na TV Manchete ainda. O moleque tinha um robô gigante que voava (bem parecido com esse), lutava contra vilões e acho que passava junto com Os Impossíveis, tipo dobradinha. A Hanna Barbera fez muita coisa e deixou um legado incrível que está sendo explorado até hoje, seja com a Peugeot utilizando a Corrida Maluca ou a DC Comics relançando todo seu catálogo em gibis mensais. A gente assistia e gostava muito de todos os personagens e por isso foi difícil escolher um quando o Omelete me pediu pra fazer um poster pra CCXP de 2015.

frankenstein-jr-braga-diburros

Só tinta.

frankenstein-jr-making-of-braga-diburros

A série era a Omelete Legends que também conta com outras duas peças incríveis, Jonny Quest & Pepe Legal pelo nosso jovem mestre Thobias Daneluz. As impressões são de alta qualidade, 60×90 cm, papel couchê fosco 320g, acabamento em verniz fosco. Limitado a 500 unidades, assinadas e numeradas individualmente. Com a ajuda do designer Erico Borgo (sim, designer), o Frankenstein Jr. acabou ganhando um clima de filme de terror. Entre no site da Mundo Geek e compre todos!

frankenstein-jr-ccxp-poster-braga

HAN COGBURN SOLO

Logo no comecinho de 2013, na pré-produção do “STAR WARS – O Despertar da Força“, os ilustradores Ian McCaig e Christian Alzmann imaginaram um Han Solo com cara de Rooster Cogburn, personagem do Jeff Bridges (e do John Wayne 40 anos antes) no filme “Bravura Indômita“. Barba, cabelo comprido e um sobretudo empoeirado, aquela cara de cowboy surrado dos filmes do Sergio Leone. Como o Han Solo foi concebido inicialmente como um cowboy espacial, nada mais coerente, o cara ficou velho, cansado, rabugento e se transformou no Harrison Ford de sempre. Não precisaria nem atuar. Mas como J.J. Abrams foi contratado para fazer um reboot/continuação, o briefing era repetir o máximo de idéias possíveis – ivestimento risco zero – pode até inventar umas paradas, mas sem exagerar. Então o Han Solo acabou, 35 anos depois, fazendo um cosplay dele mesmo. Não que eu não tenha gostado do filme, gostei bastante até, mas confesso que o excesso de idéias repetidas e a falta de ousadia me deixaram um pouco decepcionado. Te digo que essa foi a melhor idéia jogada fora de toda a produção. Não iria tão longe a ponto de dizer que empobreceu o personagem, mas talvez tenha deixado passar uma oportunidade de enriquecê-lo ainda mais.

Sabendo disso, esse é o Han Solo que eu gostaria de ver na tela do cinema.

han-solo-harrison-ford-diburros-braga