FRANKENSTEIN Jr.

Quem não conhece o Frankenstein Jr.? Provavelmente muita gente. Eu mesmo não me lembro quando foi a última vez que assisti a esse desenho, mas faz tempo e deve ter sido na TV Manchete ainda. O moleque tinha um robô gigante que voava (bem parecido com esse), lutava contra vilões e acho que passava junto com Os Impossíveis, tipo dobradinha. A Hanna Barbera fez muita coisa e deixou um legado incrível que está sendo explorado até hoje, seja com a Peugeot utilizando a Corrida Maluca ou a DC Comics relançando todo seu catálogo em gibis mensais. A gente assistia e gostava muito de todos os personagens e por isso foi difícil escolher um quando o Omelete me pediu pra fazer um poster pra CCXP de 2015.

frankenstein-jr-braga-diburros

Só tinta.

frankenstein-jr-making-of-braga-diburros

A série era a Omelete Legends que também conta com outras duas peças incríveis, Jonny Quest & Pepe Legal pelo nosso jovem mestre Thobias Daneluz. As impressões são de alta qualidade, 60×90 cm, papel couchê fosco 320g, acabamento em verniz fosco. Limitado a 500 unidades, assinadas e numeradas individualmente. Com a ajuda do designer Erico Borgo (sim, designer), o Frankenstein Jr. acabou ganhando um clima de filme de terror. Entre no site da Mundo Geek e compre todos!

frankenstein-jr-ccxp-poster-braga

#FoiÉpico

Foi épico sim, foi do caralho. Não é todo dia que se reúne 80.000 pessoas num evento sobre quadrinhos, cinema, séries, games, cosplays e nerdices em geral. Muita gente sentindo na pele o que é participar de fato de uma Comic Con, e era essa a idéia desde o começo. Não vi ninguém torcendo contra, o que é até meio raro, mas vi um povo meio desconfiado, meio duvidando. Durou pouco, era só passar da portaria pra entender que foi foda, superou todas as expectativas e cumpriu seu papel. Pela primeira vez o Brasil viu de perto o que é uma Comic Con.

stout-club-ccxp-diburros-faixa-stand

diburros-stoutclub-logo

Muita gente passando o tempo todo no Stout Club, conversando, comprando e tendo o contato com a gente e os outros artistas do Artists Alley, uma das sete coisas mais legais da Comic Con Experience, segundo o Update or Die, “lá os artistas podiam expor e vender seus trabalhos e os interessados levavam as obras autografadas e ainda podiam bater um papo com os artistas. Coisa linda de ver!”

O lançamento do Diburros Sketchbook Vol. 2 foi ótimo, vendeu bastante e me deixou bem contente com o feedback da turma que conhecia o blog há anos e dos novos amigos que passaram a conhecer. Todos os lançamentos foram sucesso, o Garage Days Vol.2 do Rafa, a História mais Triste do Mundo do Edu, nossos pôsteres, os cards, quase tudo esgotou. Inclusive, pra quem me perguntou, ainda não sei ao certo onde o Diburros Sketchbook Vol. 2 estará à venda, online ou offline. Assim que souber eu coloco as informações aqui.

diburros-stoutclub-ccxp-b&w-01b

Foram quatro dias puxados, quase não deu pra sair do estande, mas muito divertidos recebendo os visitantes ao lado do Rafa, Edu, Debs, Scavone, Thedy e Rogê #emagrecerogê (a campanha continua). Vizinhos e também Stouters, Gustavo, Nunes, , Moon, os hipsters caipiras Lilian & Pirica (o bigode) e o Montanaro que vinha de vez em quando dar aquela espiada, iluminavam o lugar com sua mágica presença. Um enorme obrigado ao eficientíssimo Denon e Romulêra, que acabou deixando o evento com seu sketchbook carregado de originais não solicitados. Não podia deixar de agradecer também à Vivis, minha linda, que trocou seu único dia de descanso para participar da zueira-never-ends que foi aquele canto. Até o IvanÉrico e Forlani de vez em quando paravam o que tavam fazendo pra brilhar no Stout.

diburros-stoutclub-ccxp-b&w-02 diburros-stoutclub-ccxp-b&w-03 diburros-stoutclub-ccxp-b&w-04 diburros-stoutclub-ccxp-b&w-05 diburros-stoutclub-ccxp-b&w-06 diburros-stoutclub-ccxp-b&w-07diburros-stoutclub-ccxp-b&w-08 diburros-stoutclub-ccxp-b&w-09 diburros-stoutclub-ccxp-b&w-10 diburros-stoutclub-ccxp-b&w-11 diburros-stoutclub-ccxp-b&w-12 diburros-stoutclub-ccxp-b&w-13Todas as fotos acima foram tiradas do Stout Club e são © &TM de Deb Dorneles. Todos os direitos reservados.

diburros-ccxp-logo

Além dos bróder do Stout, muita gente foda também estava por lá. A turma do QUAD, o Schaal, o Ferigato, o Aluísio e o Diego com o segundo volume da sua HQ pós-apocalíptica cheia de robôs. Os caipiras até o osso, Thobias e Camilo com sua HQ Capiar… quer dizer, Captar, sobre a difícil vida de dois pé-vermeio na capital. A Lu e o Vitor Cafaggi, Jack Herbert, que finalmente encontrei ao vivo, os incríveis Dead Hamsters, Júlia, Davi Calil, o Greg, o Fujita e o mestre Roger Cruz. Encontrei o Danilo também, acabei nem vendo o seu novo grande lançamento Astronauta – Singularidade, mas trouxe seu One Shooter, um dos gibis mais legais da convenção. Pro Flávio Luis só digo uma coisa: Yoda-se. Não dá pra lembrar de todos, mas dá pra ter uma idéia do alto nível.

stout-club-ccxp-diburros-wide-04

Um evento como esse só pode trazer grandes histórias e lembranças. Uma delas foi a presença do Sensei Ricardo Leite, que me deu o enorme prazer de ser um dos primeiros a levar pra casa meu novo sketchbook. A chegada do Kleyton & Spider-Tom, Suannes, Vince Vader, Sidão e tantos outros também foi muito bacana. Autografei patos, muitos patos e aproveitei para colar na do Dave Johnson e Sean Murphy pra observar como trabalham e ver se aprendia alguma coisa. Tentei decorar cada pincelada. Também jamais me esquecerei, por exemplo, do Tusken Raider que apareceu por lá tocando o terror sem medo da morte enquanto jogava areia na cara de pobres jedis com seus sabres-de-luz de plástico. A Vivis evitou o dinossauro, mas encarou o Wolverine. Cosplays incríveis, maravilhosos como o Marty McFly e seu Hoverboard, o Róbin, ele mesmo em pessoa e o majestoso e poderoso Thanos, em carne e osso, tal qual vimos pela última vez no cinema. Por fim, contamos com a ilustre presença de Ben Affleck, já no seu novo uniforme de Dark Knight. Épico é pouco. Mais épico que isso, só o Forlani #EpicForlani

post-diburros-ccxp-epic-forlani

stout-club-ccxp-diburros-wide-03

diburros-stoutclub-ccxp-01 diburros-stoutclub-ccxp-02 diburros-stoutclub-ccxp-03 diburros-stoutclub-ccxp-04 diburros-stoutclub-ccxp-05 diburros-stoutclub-ccxp-06 diburros-stoutclub-ccxp-07 diburros-stoutclub-ccxp-08 diburros-stoutclub-ccxp-09 diburros-stoutclub-ccxp-10 diburros-stoutclub-ccxp-11 diburros-stoutclub-ccxp-12 diburros-stoutclub-ccxp-13 diburros-stoutclub-ccxp-14 diburros-stoutclub-ccxp-15 diburros-stoutclub-ccxp-16 diburros-stoutclub-ccxp-17 diburros-stoutclub-ccxp-18 diburros-stoutclub-ccxp-19 diburros-stoutclub-ccxp-20 diburros-stoutclub-ccxp-21 diburros-stoutclub-ccxp-22 diburros-stoutclub-ccxp-23 diburros-stoutclub-ccxp-24 diburros-stoutclub-ccxp-25 diburros-stoutclub-ccxp-26 diburros-stoutclub-ccxp-27

diburros-stoutclub-ccxp-29 diburros-stoutclub-ccxp-30

diburros-stoutclub-ccxp-31

Mas nem só de fita crepe, papelão e roupas frouxas de nylon  vive a Comic Con Experience. Achei bem foda esse vídeo da Animaff sobre a nata do cosplay brasileiro. Tá melhor que muita coisa gringa que eu já vi. Pra quem não foi, dá pra ter uma idéia do clima do evento.

Eu acompanhei, vi o trabalho que deu montar a primeira Comic Con que tivesse cara de Comic Con no Brasil, sei que vocês perderam quilos, noites, ralaram o cu na ostra e descascaram pepinos cósmicos pra fazer esse evento da forma como deve ser. Valeu a pena. Meus sinceros parabéns, Érico, Forlani, Hessel, Ivan, Joe Prado, toda a turma do Omelete e Chiaroscuro. Ceis foram Épicos.

#CCXP #StoutClub #FoiÉpico

Comic Con Experience 2014

Você comprou passagens, você reservou hotel, você marcou os dias na agenda, você comissionou sua mãe pra te costurar um lindo cosplay, você aprendeu a dizer “oi” em dothraki pra fazer média com o Khal Drogo, você ficou triste com o Gus Fringe, você separou um livro velho da Coleção Vagalume para pagar meia, você sonhou com esse evento, você contou os dias, você fez listas, você passou o ano inteiro juntando dinheiro. O dia chegou e é hora de aproveitar tudo o que a Comic Con XP tem pra oferecer.


Diburros Sketchbook Vol. 2

diburros-sketchbook-vol-2-capa

“Três anos de rabiscos desde a última edição, semanas percorrendo páginas e mais páginas de velhos cadernos, incontáveis horas passadas no scanner, dias editando e editando novamente. Ele está de volta: Diburros Sketchbook Vol. 2. Seguindo os passos do sketchbook mais amado de 2011, esse segundo volume traz mais páginas, muito mais esboços e idéias tiradas diretamente dos cadernos do ilustrador Macelo Braga. Explorando ainda mais seu processo criativo e seus estudos casuais entre trabalhos, durante almoços ou simplesmente por prazer, esse livro é fonte de inspiração para qualquer artista.”

diburros-sketchbook-vol-2-preview-thumb-01 
diburros-sketchbook-vol-2-preview-thumb-02 
diburros-sketchbook-vol-2-preview-thumb-03 
diburros-sketchbook-vol-2-preview-thumb-04 


POSTERS

Não dá pra voltar pra casa sem o ultra-blaster-jedi-exclusive-limited-poster “Endor Symphony Orchestra”, minha singela homenagem aos 30 anos do capítulo final (pelo menos até o próximo filme) da saga da família Skywalker e sua incrível trilha sonora composta pelo maestro John Williams. O pôster é grande, mede cerca de 40cm X 93cm e fica foda na parede da sala. Também vou levar o pôster do HULK feito para o livro Ícones dos Quadrinhos em 40cm X 56 cm e o Hellboy que fiz para os 20 anos do personagem, 40cm X 61cm.

macacolandia-return-of-the-jedi-soundtrack-john-williams-30-anos


POSTERS A3

Também teremos em A3 o clássico pôster SMURFS WARS, HULKCHEWBACCA CORPS, e PRA CASA DO CABEÇA teaser, anunciando para 2015 o lançamento do primeiro número da História em Quadrinhos mais aguardada desse blog. Antigos leitores entenderão.

pra-casa-do-cabeca-teaser-ccxp

hulk-verde-poster-ccxp-thumb 
chewbbacca-corps-poster-ccxp-thumb 
smurfs-wars-poster-ccxp-thumb 


Ainda levarei os cards mais badalados das convenções brazucas e o Diburros Sketchbook Vol.1, pra quem ainda não conhece.

Se quiser saber mais sobre a minha HQ, confira um preview de 3 páginas desse e outros quadrinhos que será distribuído gratuitamente no estande do Stout Club no Artist’s Alley, mesas 86 a 90. Apareça pra trocar uma idéia e rever os amigos. Estaremos lá nos quatro dias da convenção eu, Rafael Albuquerque, Eduardo MedeirosRogê Antônio. Prestigie também nossos queridos vizinhos Felipe NunesGustavo Duarte.

A Comic Con Experience será realizada dos dias 4 a 7 de dezembro, no Espaço Imigrantes em São Paulo #CCXP #StoutClub #VaiSerÉpico

Multiverso ComicCon 2012

multiverso-comiccon-2012-diburros1Começa nesse sábado a Multiverso ComicCon em Porto Alegre. É só no fim de semana, dia 23 & 24 de junho na Rua Álvaro Chaves, 625 – Floresta. Passe no stand da White Russian Society pra trocar uma idéia com o Eduardo Medeiros, Gustavo Duarte, Rafael Albuquerque, Renato Guedes e eu. Além do Sketchbook mais amado do Brasil, vou levar pôsteres e aqueles mega exclusivos cards colecionáveis edição limitada com imagens clássicas e consagradas (ufa!) do Diburros. #whiterussiansociety

FIQ BH 2011

fiqbh-2011-diburros-braga

De saída pro FIQ 2011, o 7º Festival Internacional de Quadrinhos de Belo Horizonte. Estarei vagabundeando por lá sexta e sábado, e no domingo, a partir das 14h00 assinando o Diburros Sketchbook no stand Pandemonio/Zarabatana/Mitiban.

Have a Nice Beer

HNBeer-braga-capa

Essa é a capa que eu fiz pra Have a Nice Beer, revista muito bacana com a direção de arte da grande Jacqueline Lemos, também conhecida como THE LEADER. Você assina a revista e recebe cerveja em casa.

HNBeer-braga-diburros-capa

San Diego Comic Con 2011

O

sketchbook não é um produto, é um subproduto. É o que sobra depois que você termina um trabalho. São seus esboços, suas idéias, ensaios, experimentações. Também é seu caderno de anotações, um documento pessoal seu que registra experiências visuais sob sua ótica e não deixa sua mão enferrujar.

Pra mim isso é o mais interessante, quando pego um sketchbook de um artista que eu gosto, estou olhando além do trabalho final, estou vendo o processo criativo do cara, seus thumbnails, erros, acertos e decisões que todo projeto demanda e que quase nunca aparecem. Também estou vendo seus desenhos descompromissados, seus rabiscos e aquilo que ele gosta de fazer simplesmente pelo prazer de desenhar.

sketchbook-diburros-braga-2011

É por isso que estou sempre olhando os livros de making of , como os “The Art of…” que sempre trazem desenhos incríveis, muitos esboços e conceitos essenciais para a produção de um filme, um jogo e também uma HQ. Pra quem desenha, ou se interessa pelo assunto é um prato cheio, pode mudar o seu dia.

Sketchbooks não são muito comuns aqui no Brasil, dá pra entender. Se produzir uma HQ já é um trabalho considerável e dificilmente dá grana (ainda mais se você for independente), imprimir e distribuir um livro só com esboços e direcionado para um público ainda menor é bem complicado. Mesmo assim acho que esses livrinhos são bastante enriquecedores e gostaria de ver a moda pegar. Por isso que quando fui levar meu humilde sketchbook pra San Diego Comic-Con há três semanas, disse que queria voltar com um monte.

sketchbooks-sdcc-2011

The BLVD studio, Patrick Morgan, Taesoo Kim, Eric Canete, Adam Hughes, Frank Cho, Neal Adams, Pierre Alary, Igor-Alban Chevalier, Claire Wendling, Mike Mignola, Geof Darrow, Chris Sanders, Paul Guinan e Terry Dodson.

Sendo essa a minha primeira convenção, é natural que o mais bacana tenha sido a oportunidade de conhecer e conversar com os próprios artistas, gente que conheço desde pequeno, sempre acompanhei o trabalho e também gente nova e talentosa que descobri já na era da internet. Entregar meu livro pra esses caras, ouvir na sequência “I’ll trade you”, e receber de volta o sketchbook deles, é pra mim além de uma honra, um sinal de que são muito educados ou gostaram do material (quem sabe os dois?).

Dos grandes, o único que não retribuiu a gentileza foi o Mestre Neal Adams, mas ok, mesmo tendo fama de chato, conversou comigo numa boa e me tratou muito bem. Aconteceu a mesma coisa com o Adam Hughes, sempre ouvi que era um mala mas foi muito legal e me perguntou “What do you do? Why don’t I know your work?” Respondi que sou ilustrador no Brasil, tenho um estúdio chamado Macacolândia e trabalho basicamente para agências de publicidade, “Ah! A real job”, concluiu. É uma piada velha, vários responderam isso.

aragones-diburros-braga-sdcc-2011Na contra-mão dos chatos existe sempre o Sérgio Aragonés. Respeitado e querido por todo mundo, ele fez juz à sua reputação de gente-finíssima. Depois que você conversa um pouco com ele, parece um tio seu. Amigo do Ziraldo, curte uma caipirinha e faz tudo pra te agradar. Quando voltei lá com o Gustavo, desenhou o Groo, deu presentes, fez desconto nos livros e contou histórias sobre o Salão de Humor de Piracicaba de 1976. Mal sabe ele que é um dos grandes responsáveis pela formação do caráter de muitos da minha geração.

San Diego Comic-Con é um evento de fãs, das 50.000 pessoas que por lá passavam diariamente, uma modesta porcentagem estava em busca de conhecer novos artistas e novos trabalhos. O pessoal queria mesmo, além de assistir palestra com celebridades e testar novos jogos, é o contato com os ídolos, autógrafos, quick-sketches, exatamente como eu, alguns parágrafos acima.

sketch-braga-albuquerque-sdcc-2011Sketches matinais feitos na Panera Bread. Jovem Brando eu, e a velhinha do coringa pelo Rafa Albuquerque.

Sendo eu portanto um marinheiro de primeira viagem, um artista completamente desconhecido, reconheço que o Diburros Sketchbook 2011 fez um certo sucesso, o que foi ótimo. Não por nada, mas estava muito bem localizado e acompanhado desses caras que por lá já são celebridades há alguns anos. Não é a toa que paparam mais EisnersFábio MoonGabriel Bá e Rafael Albuquerque juntamente com a Becky Cloonan, nossa queridíssima Jill Thompson e é claro, o Gustavo Duarte, já veterano nessas convenções internacionais e lançando sua terceira HQ independente: Birds, sucesso absoluto na convenção.

sdcc-2011-fotos-macacolandia-01 sdcc-2011-fotos-macacolandia-02Nosso Booth era o #1320, numa esquina bem localizada e movimentada. Nunca nos United States of America se falou tanto do Filme do Bátima nem na #mulherdocuringa como naqueles 4 dias. Eu, o Rafa Albuquerque e o Gustavo até concebemos um projeto em HQ que anunciaremos em breve sobre o assunto. Aguardem.

Outros brasileiros também circulavam, o João Ruas (conhecido nos EUA como Johnny Streets) acabou me ensinando o segredo da sua arte: guache cinza. Obviamente não vou contar como é porque essa informação vale muita grana, mas agora tudo faz sentido.

O Eisners Awards foi um evento à parte. Além de estar lá pela primeira vez, tive o prazer de ver (e tuitar) ao vivo o , Moon e Rafa marcarem mais um tento pro Brasil em San Diego, passando na frente de muitos favoritos. Mas a gente já sabia. “You know what this show needs?  More brazilian brothers” disse o inglês no palco quando eu voltava com a cerveja. Ainda assim, a festa seria maior se os bares, hotéis e 7-Elevens vendessem bebida até um pouco mais tarde.

Mais um detalhe bacana, em cada acento do auditório tinha um livro do Will Eisner pra você levar. Aproveitamos pra completar a coleção.

san-diego-comic-con-2011Murilo Martins, Gustavo Duarte, Marcelo Braga, Filipe Andrade, Rafael Albuquerque, Gabriel Bá, Cazé e Fábio Moon.  Foto por 10 Pãezinhos

the-7-monsters-jam-sdcc-2011

A gente também fez um poster pra vender autografado no Booth, “The 7 Monsters Jam 2011”. Infelizmente não ficou pronto a tempo e no fim o correio americano ainda pisou na bola.

Depois da convenção em San Diego, ainda fiz alguns lançamentos por aqui na Comix, Quanta, na Itiban em Curitiba, na Rio ComicCon, no FIQ em Belo Horizonte e na Multiverso ComicCon em Porto Alegre. Foi um fim de ano cansativo, mas muito bacana.